Como evitar dívidas no cartão de crédito

Se ter um cartão de crédito pode trazer muitas vantagens como contas parceladas de muitas vezes e a possibilidade de fazer aquisições caras sem necessariamente ter o dinheiro em mãos, por outro lado é preciso muita cautela na hora de sair passando o cartão. Isso porque atrasos nas faturas levam ao pagamento de taxas e juros que muitas vezes são exageradamente altos e quase triplicam o valor a pagar. Sabendo disso e de que boa parte da população brasileira possui inadimplências, hoje trouxemos dicas de como não se endividar no cartão de crédito para você manter a sua vida financeira em equilíbrio.

  1. Respeite seus limites

Um dos maiores erros que alguém pode cometer é não respeitar seu limite de gastos. E o que vem a ser isso? O limite de gastos é o valor que você pode gastar mensalmente e que não comprometa seu salário, ou seja, um valor que você pague sem comprometer o pagamento de outras contas ou te deixando no vermelho. Procure fazer a conta em termos de porcentagens, por exemplo, o ideal é que a fatura não exceda mais do que 30% do seu salário.

  1. Corte o que não precisa

Reduza compras que você não depende diretamente. É considerado como compra essencial: pagamento de conta de luz, água, gás, supermercado, gasolina, plano de saúde e etc. Claro que cada um terá uma lista de compras essenciais de acordo com a sua realidade, mas a idéia aqui é: liste aquilo que você paga, mas que realmente não precisa ou que não esteja usando. Paga um streaming, mas nunca tem tempo de assistir? Ta aí um bom exemplo.

  1. Reserva de emergência

A reserva de emergência nada mais é do que de poupar dinheiro para momentos de necessidade. O ideal é que a reserva cubra pelo menos três meses de salário. Para isso você deve guardar de preferência quantidades fixas por mês de maneira que não comprometa seu salário, fazer investimento em renda fixa também é uma excelente maneira de fazer um dinheirinho pensando a longo prazo.

Conclusão

Cartões trazem benefícios, mas como tudo na vida existem pontos negativos que devem ser muito bem avaliados para que sua vida financeira se mantenha estável. Por isso, use com moderação e sempre respeite seu limite de gastos, ou seja, não gaste mais do que você ganha. Dê preferência a pagamentos a vista e só parcele o que for realmente necessário, assim você curte melhor sua renda e fica livre de preocupações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.