Como fazer cartão de crédito com nome sujo e negativado

No Brasil, a inadimplência infelizmente é uma realidade muito comum e que pega a maior parte dos brasileiros que não conseguem fechar as contas no final do mês. Essa realidade pode ser explicada como a culminância de diversos fatores tais como: a alta da inflação, o baixo salário mínimo, a falta de educação financeira no Brasil e a nossa cultura do parcelamento. Tudo isso leva os trabalhadores a terem limitações em seu CPF e baixos escores no temido SERASA.

Sabendo-se que dentre as limitações que o endividamento traz é a grande dificuldade de tirar cartões de crédito, uma vez que a maioria das instituições financeiras faz análise de crédito baseada no histórico financeiro do CPF da pessoa, hoje ensinaremos como você pode solicitar um cartão mesmo estando com o nome sujo.

Infelizmente, como dito anteriormente, a maior parte das instituições fazem uma rigorosa análise do histórico do solicitante, mas ainda assim você pode encontrar empresas que dispensam análise de crédito, consulta ao SERASA ou comprovação de renda. Dentre os mais populares estão os cartões de crédito pré-pagos e os cartões de crédito consignado. O diferencial é que nessa modalidade as instituições buscam garantir o pagamento por parte do cliente por outras vias.

Cartões pré-pagos

Sendo uma modalidade totalmente legítima e inclusive reconhecida pelo Banco Central, este cartão não exige vinculação à uma conta em algum banco. Isso facilita para quem está com score baixo no SERASA, pois não é necessário comprovação de renda. Ele basicamente funciona através de recargas feitas pelo usuário, o valor da recarga é que define o valor do limite de crédito, sendo assim impossível de se gastar acima do limite do cartão. Você pode recarregar de diversas maneiras como através de boletos, depósitos e até PIX. Este tipo de cartão facilita compras online e são aceitos em muitos locais. Mas cuidado! Muitos cartões pré-pagos envolvem taxas de adesão, mensalidades e taxas de recarga ou anuidades, leia com atenção os termos de adesão antes de solicitar qualquer cartão.

Cartões consignados

Essa é uma opção exclusiva para pessoas negativadas que são funcionárias públicas, aposentadas ou pensionistas do INSS ou trabalhadores em regi e CLT de empresas privadas. Assim como a modalidade pré-paga, aqui não há consulta do CPF no SERASA ou no SPC, mas é necessário comprovação de renda através de contra-cheques. Com base na análise da renda, a empresa define o limite do cartão que não pode ultrapassar 5% do salário do cliente

Conclusão

É possível solicitar cartões de créditos mesmo estando negativado, porém, as opções são mais limitadas do que os cartões com análise de CPF. Um ponto importante é que talvez seja necessário avaliar a real necessidade de um novo cartão em face do endividamento, avalie suas necessidades e limitações financeiras antes de tomar uma decisão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.